Amigos e solidão

As vezes algumas pessoas me passam mensagem pessoal perguntando como estou, que faz tempo que não conversamos, enfim... esse tipo de mensagem.

Para a maioria, acho que isso se aplica a quase todos nós, por gentileza e ponderação, respondemos... tudo caminhando, estou bem, tudo bem graças a Deus... essas são as respostas básicas.

Mas as vezes, gosto de responder como as coisas realmente estão... e quando faço isso é muito engraçado, pois as pessoas que fizeram a pergunta, que na verdade não era uma pergunta mas sim uma forma se puxarem assunto, para logo em seguida pedirem algo ou desabafarem seus problemas, somem durante um bom tempo!

Enfim, o fato é claro... a maioria das pessoas não estão realmente preocupadas em como estamos, o que é normal, pois o senso de compaixão na atualidade é tão raro e escasso, compreensível no meio humano, que podemos constar que na maioria das vezes as pessoas só querem um ouvido amigo, e não um amigo de coração.

A diferença é simples. Um amigo de verdade, mesmo em silêncio fala alto, pois é uma afinidade de coração, que adentra em níveis sutis e forma padrão de ressonância onde cada um sente o outro de dentro para fora, e mesmo nos problemas diários, sabem ouvir tanto quanto falar, e principalmente, sabem silenciar a mente para dar voz ao coração. Ao ler isso talvez esteja pensando, "isso é utopia", o que realmente tens quase razão. Mas existem essas raras amizades, pois ainda resta nesse mundo bondade, compaixão e amor, o que não se compra em feira, não se conquista em bares e botecos, muito menos nas baladas, isso é algo que vem por afinidade, respeito e ressonância de propósitos. Claro, podemos encontrar essas ressonâncias de coração em qualquer lugar, mas sempre será mais simples encontrá-las de forma sóbria, onde a razão e emoção podem estar em sintonia com o coração.

Já o amigo de ouvido é o que a maioria de nós tem atualmente. É a pessoa que depende de outras para satisfazer suas limitações, para minimizar o espaço vazio que fica por ela mesma não ter se encontrado ainda. É o amigo de ouvido aquele que passa mensagem perguntando tudo bem, mas na verdade está louco para dizer e contar seus problemas, despejando em forma de desabafo tudo o que ainda não aprendeu a resolver de forma harmônica e fraterna. É o amigo que torce contra quando te vê melhor do que ele, mesmo que sem intenção, é a famosa "invejinha boa", o que não existe. Inveja é inveja, e é sempre negativa e maléfica para quem a gera. Amigo de ouvido é aquele que não sabe ouvir 10% do que sabe falar, e muito menos coloca em prática os conselhos que dá... é o famoso, faça o que falo mais não faça o que faço. É o pai que fuma a vida inteira e depois o filho quando cresce e se torna fumante, e o pai dá uma coça, ou ainda o pai que passou a vida mamando na garrafa e depois que o filho se torna "botequeiro", critica e julga. É o amigo da onça, o que melhor na das hipóteses não lhe trará problemas, mas também nenhuma solução.

Mas como nada é por acaso, mesmo esses amigos de ouvidos são, de certa forma, pilares para a evolução de quem compartilha de sua presença, pois é analisando esse tipo de amigo, sabendo ouvir e reparar em tudo o que acontece, que aprendemos muitas coisas, e principalmente descobrimos o quão carentes as pessoas ainda são por não descobrirem a si mesmas.

É ouvindo e vendo essas pessoas, que percebemos o quanto a espiritualidade é importante na vida de todos. Sem uma busca real por quem somos além da matéria densa, esse corpo e essa mente, fica muito complexo ser feliz, pois assim como a tristeza, felicidade mundana é transitória. Como dizem os mestres, a felicidade permanente e sublime verdade, é descobrir nossa essência imortal, nos conectando em amor a luz que existe em nós mesmos.

Esse caminhar muitas vezes nos coloca de frente com inúmeros tipos de pessoas e situações, mas algo devemos ter sempre em mente, que ninguém é sozinho no universo, pois todos estão ligados em Deus, no TAO, em Zambi, Brahman ou qualquer outro nome que queira para para o Grande Arquiteto no Universo, a Fonte que Tudo É.

Buscando nossas ressonâncias, fazemos as verdadeiras amizades.
Buscando nossa verdade interna, atraímos o verdade amor para nossas vidas.
Buscando o silêncio, encontramos as palavras da luz.
Buscando a essência de quem somos além dos véus, encontramos a imortalidade.
E nos encontrando dentro, descobrimos o amor que nunca nos faltou.

Se a solidão bater, é sinal que as mudanças estão em andamento, e novos ciclos serão abertos.

É preciso lembrar que nunca devemos esperar nada de ninguém, pois quem planta e espera a colheita, perde tempo de semear novas terras e desfrutar do caminhar. Os frutos sempre vem, é apenas questão de tempo.

E lembre-se constantemente. Quem eleva os pensamentos, abre o coração e ora ao Alto, nunca estará sozinho, pois nossos irmãos interplanos, aqueles que nos guiam além da matéria física, nunca nos abandonam, pois esses sim, são amigos de coração e propósito de senda.

Tudo está em constante mutação nesse universo, e em muitos outros, pelo vasto Omniverso.



Paz e Luz!
Terry
Comments